Connect with us

Published

on

O homem suspeito de matar a pedradas a companheira com quem mantinha relacionamento havia quatro meses, em Piaçabuçu, no Litoral Sul de Alagoas, se apresentou à polícia, no Estado de Sergipe, para onde fugiu após o crime, ocorrido nessa terça-feira (2). José Cleonaldo Santana dos Santos, de 25 anos, prestou depoimento e foi liberado, já que não havia mandado de prisão contra ele.

À polícia, ele confessou que matou Erlane Adelino da Silva após uma discussão. O casal estava bebendo na casa de amigos, com mais duas pessoas, quando ele chamou a companheira para ir para casa e ela não quis ir. No final da noite, a mulher tentou agredi-lo e ele pegou uma pedra que estava na porta de casa e atirou nela.

“Eu cometi um delito e foi sem querer. Por causa disso, eu matei minha mulher e vou pagar. Ela me agrediu, falou mal de mim, me bateu, eu perdi a cabeça. Nosso relacionamento era bom e do nada aconteceu isso. Estou arrependido”, disse ele em entrevista à TV Atalaia, de Aracaju.

Após ser ouvido pelo delegado plantonista, o suspeito foi encaminhado à casa de um parente na zona norte de Aracaju, mas, não havia ninguém no local; então, a viatura voltou para a Central. Como não havia um mandado de prisão expedido pela Justiça, José Cleonaldo foi liberado.

Erlane Adelino da Silva foi assassinada com pedradas, na Rua João Pessoa, na cidade de Piaçabuçu, no domingo (30). Ela sofreu traumatismo cranioencefálico após ser agredida com paralelepípedo na cabeça.

O casal morava na cidade de Igreja Nova, mas estava em Piaçabuçu para participar das festas em comemoração ao Dia de São Pedro.

 

*GazetaWeb

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights