Connect with us

Published

on

s influenciadores Paulinha e Ygor Ferreira deixaram o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), na tarde desta terça-feira, 25, logo após serem liberados na realização da audiência de custódia. O casal foi filmado saindo do local e Ygor fez uma breve declaração em vídeo que já circula nas redes sociais. Os dois foram presos nesta manhã, em desdobramento da operação “Game Over”, que apura movimentações suspeitas de promoção do jogo de azar digital “Jogo do Tigrinho”.

Ao lado de pessoas próximas, os dois saíram de mãos dadas e Ygor afirmou: “Aqui não tem nenhum bandido. Aqui tem homem e mulher de bem”.

De acordo com o advogado dos influencers, a prisão foi revogada após um pedido da defesa e parecer favorável do Ministério Público de Alagoas (MP-AL). A audiência de custódia foi realizada na 17ª Vara Criminal da Capital, e o casal foi liberado com aplicação de medidas cautelares.

“Não havia justificativas para manter a prisão de Paulinha e Ygor Ferreira. Eles têm residência própria e não estavam foragidos. A Paulinha é mãe de uma criança. A Justiça e o Ministério Público entenderam que não havia risco de fuga do casal. Desde o começo, eles não tinham conhecimento da operação. A viagem (para Dubai) feita por eles foi sem conhecimento do que estava acontecendo. Paulinha e Ygor retornaram para Maceió e foram surpreendidos com o mandado de prisão. Eles foram liberados e vão responder em liberdade, cumprindo cautelares. Não houve pagamento de fiança e o casal não será monitorado por tornozeleira eletrônica. Eles tiveram que entregar apenas o passaporte”, explicou o advogado do casal, Rodrigo Monteiro.

Investigação – A delegacia teve acesso a uma ‘conta demo’, usada por Paulinha, Ygor e outros influenciadores, que serve para simular os ganhos reais e “provar” a veracidade das apostas. Sem realizar nenhum depósito, após apenas algumas rodadas o saldo nesta conta já era de mais de R$ 158 mil. No entanto, não era possível sacar o valor.

Com as imagens, teoricamente, evidenciando que a aposta é legítima e que pode levar a altos ganhos, as pessoas clicam no link disponibilizado pelo influenciador. Quem divulga recebe uma comissão pela publicidade, com base no número de seguidores e nos acessos ao link indicado.

Vale lembrar que o “Jogo do Tigrinho” está hospedado em plataformas clandestinas e não seguem regras. Pela legislação brasileira, o game é definido como jogo de azar – considerado contravenção penal, que tem como pena prisão de três meses a um ano e multa.

O digital influencer ou qualquer pessoa que divulgar jogos de azar também pode responder pelos seguintes crimes:

  • Crime contra as relações de consumo e contra o consumidor: 2 a 5 anos de prisão ou multa;
  • Propaganda enganosa: 3 meses a 1 ano de detenção e multa;
  • Crime contra a economia popular: 6 meses a 2 anos de reclusão e multa;
  • Sonegação fiscal: 6 meses a 2 anos de prisão e multa;
  • Estelionato: 1 a 5 anos de reclusão e multa.

*Paulo Victor Malta/TNH1

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights