Connect with us

Published

on

A Vigilância Sanitária (Visa) apreendeu, nesta quarta-feira (5), 20 cigarros eletrônicos em estabelecimentos do Centro de Maceió. A fiscalização também ocorreu em tabacarias, shoppings e em pontos de venda da orla marítima, desde essa terça (4).

Segundo a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC nº 855/2024), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a fabricação, importação, comercialização, distribuição, armazenamento, transporte e a propaganda de dispositivos eletrônicos para fumar são proibidos.

O chefe especial da Visa, Airton Santos, ressaltou que os cigarros eletrônicos, também conhecidos como “vapes”, e-cigarros, e-cigs, e-cigarettes ou “pen drive”, representam uma grave ameaça à saúde da população, principalmente de crianças e adolescentes, devido às estratégias de apelo da indústria, tais com sabor, cor e aroma.

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), os dispositivos eletrônicos para fumar (cigarros eletrônicos e outros produtos de tabaco aquecido) possuem quantidades variáveis de nicotina e outras substâncias tóxicas, cujas emissões são prejudiciais tanto para quem faz o uso direto, quanto para quem é exposto aos aerossóis.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informa ainda que a maior parte dos cigarros eletrônicos liberam em seu vapor mais de 80 substâncias nocivas à saúde, representando risco para o surgimento de câncer, doenças respiratórias e cardiovasculares, como infarto, morte súbita e hipertensão arterial.

 

*com informações da assessoria.

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights