Connect with us

Published

on

João Barbosa da Silva Neto, de 49 anos, que foi morto o a tiros dentro de casa, no bairro do Pontal da Barra, em Maceió, na madrugada desta segunda-feira (27), teve o filho de 23 assassinado há cerca de três meses. A informação é da Polícia Civil de Alagoas.

Na ocasião, ele foi baleado, além de um segundo filho, de 25 anos, e o neto, que é uma criança de seis anos. A Polícia Civil informou que, a princípio, uma pessoa teria participado do crime, mas não está descartada que mais integrantes tenham cometido o atentado.

A criança foi atingida na perna e no abdômen e foi socorrida para o Hospital Geral do Estado (HGE), assim como o filho de João Barbosa. Os dois sobreviveram. O homem, no entanto, não resistiu aos ferimentos. A mulher de João Barbosa estava na residência e presenciou o crime, mas não foi atingida.

Segundo o delegado Daniel Mayer, que acompanha o caso, a principal hipótese levantada pela polícia no momento é que os crimes estejam relacionados ao tráfico de drogas.

De acordo com as investigações policiais, o jovem morto em fevereiro deste ano, identificado apenas como Moisés, tinha envolvimento com o tráfico.

“De uma mesma família foram quatro vítimas: duas de homicídio consumado e duas de tentado. Há três meses faleceu Moisés, que tinha relação direta com o tráfico, segundo informações de inteligência indicavam. E, na madrugada de ontem para hoje, por volta das 1h30 a 2h da madrugada, foi mais uma vítima de 49 anos, sem relação direta com o tráfico, aparentemente. Porém, outro filho dele, ontem, também foi vítima da tentativa”, explica o delegado.

 

*Gazetaweb

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights