Connect with us

Published

on

O Shopping Pátio Maceió e a empresa GPS Predial Sistemas de Segurança Ltda. foram condenados a pagar uma indenização de R$ 15 mil para a mulher trans que foi proibida de usar o banheiro feminino do estabelecimento em 2020. A decisão foi proferida nessa quinta-feira (9), pela juíza Marclí Guimarães de Aguiar, da 1ª Vara Cível da Capital.

A magistrada falou sobre a evidência do dano à liberdade de gênero e ressaltou que a discriminação contra pessoas transgênero resultam em sofrimento e restrição de direitos.

Ela enfatizou ainda a importância de evitar estereótipos transfóbicos e promover valores de justiça e igualdade na sociedade.

O CASO

O incidente ocorreu em 3 janeiro de 2020, quando a vítima foi impedida pelos seguranças de usar o banheiro feminino, sendo chamada de “macho” por um deles.

A mulher entrou com uma ação por danos morais, enquanto o shopping e a empresa de segurança contestaram e alegaram improcedência.

*com informações da assessoria.

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights