Connect with us

Published

on

O agente socioeducativo Márcio Alves de Souza, morreu ao ser baleado por um policial militar, na noite desse sábado (13), em Marechal Deodoro, Alagoas.

Informações obtidas pelo Sindicato dos Policiais Penais do Estado de Alagoas (Sinasppen/AL), apontam que o 2° Sgt Alexsander Rafael dos Santos, lotado no 4° Batalhão de Polícia Militar, teria se envolvido numa discussão com o agente, por causa de um terreno. A situação teria evoluído para vias de fato e Márcio, na hora da briga, teria puxado uma pistola.

“Nesse momento, o Sgt Alexsander também puxou a sua pistola e disparou contra o agente, atingindo o tórax e o braço dele. Márcio foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Francês, mas não resistiu e veio a óbito”, informou o sindicato.

O Sinasppen/AL também lamentou o ocorrido. “Recebemos a informação ainda na noite de ontem, sábado, com o informe de que a vítima era um policial penal, mas, o que não é verdade. Ele é um prestador de serviço da Superintendência de Medidas Socioeducativas (Sumese), ligada à Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev). Infelizmente, esses prestadores têm o hábito de se identificar como policiais penais, principalmente os que já trabalharam no Sistema Prisional. Entretanto, lamentamos o fato”, informou Vitor Leite, presidente do Sinasppen/AL, neste domingo (14).

A reportagem entrou em contato com a assessoria da PM, para saber informações do militar, bem como se ele foi detido, mas, até o momento, não obteve retorno.

Gazeta

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights