Connect with us

Published

on

Assassinado na porta da escola com seis facadas no peito, o adolescente Lázaro André Bezerra de Oliveira, de 15 anos, foi morto, segundo a polícia, porque tentou separar uma briga e teria dado um soco em um dos envolvidos. Dois adolescentes, de 16 e 17 anos, foram apreendidos pelo crime. Um teria segurado os braços de Lázaro, enquanto o outro desferiu golpes de canivete.

De acordo com o delegado Ronilson Medeiros, que atuou no plantão e ouviu o depoimento dos menores apreendidos, enquanto o que segurou os braços de Lázaro era ouvido foi recebida a notícia da morte de Lázaro. Nesse momento, o adolescente riu da situação.

Segundo Medeiros, os adolescentes alegaram legítima defesa. Eles foram apresentados ao Ministério Público e depois a Justiça deverá decidir se mantém a internação provisória deles, que dura 45 dias.

O motivo da briga ainda não é totalmente claro para a polícia. O que se sabe é que no dia anterior ao crime um adolescente teria rido de um colega de escola. O adolescente alvo da risada chamou outros três amigos no outro dia para tirar satisfação com o que riu dele.

Esse cenário se desenrolou em frente à Escola Estadual Rubens Canuto, no Benedito Bentes, onde começaram as brigas. Segundo o delegado, entre os suspeitos do crime não está o adolescente alvo das risadas, e sim os colegas que ele chamou. O garoto que riu também não está entre os que Lázaro foi separar a briga.

Agora, a polícia vai intimar todos os envolvidos na briga. Os adolescentes apreendidos foram autuados por crime análogo a homicídio.

 

*Gazeta Web

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights