Connect with us

Published

on

A Justiça de Alagoas negou, nesta terça-feira (12), o pedido de avaliação mental de Jeferson Marcos Timóteo, que é acusado de matar a companheira Carla Janiere da Silva Barros, de 24 anos. O caso ocorreu na cidade de Murici, em Alagoas.

A decisão esclarece que a instauração de incidente de insanidade mental está “condicionada à existência de dúvida razoável”, o que, neste caso, não existe.

“[…] Haja vista inexistir nos autos qualquer elemento que possa sinalizar dúvidas quanto à sanidade do acusado, não havendo seu patrono, sequer, juntado qualquer documento ou outros elementos que pudessem corroborar suas alegações. Dessa feita, INDEFIRO O PEDIDO”, diz trecho do documento.

RELEMBRE O CASO

Carla Janiere foi assassinada a tiros no dia 14 de novembro de 2023, dentro da própria loja de roupas, em Murici. Suspeito do crime, Jeferson Marcos foi preso no mesmo dia.

Um vídeo gravado por uma terceira pessoa, identificada como Débora, que estava no estabelecimento, mostra o acusado quebrando parte do balcão, mesmo com os apelos da esposa para que ele parasse.

Em certo momento, Carla pede, mais uma vez, que Débora continue filmando, pois ela iria levar as imagens para um advogado. É quando o homem faz uma ameaça e diz: “Você não vai precisar de advogado, pode ter certeza”.

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights