Connect with us

Published

on

A menina de 3 anos, assassinada em Indaial, no Vale do Itajaí, “morreu de tanto apanhar”, segundo o delegado-geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Ulisses Gabriel. A mãe e o padrasto da vítima foram presos após confessaram que agrediram e enterraram a menina.

O crime aconteceu na manhã de segunda-feira (4). Após as agressões, ao perceberem que Isabelle de Freitas estava morta, o casal a colocou em uma mala e a levou até uma área de mata, conforme divulgou a Polícia Civil. O corpo foi encontrado na quarta.

A menina estava desaparecida desde segunda, quando o casal relatou que a vítima havia sido sequestrada. No entanto, a polícia descobriu que os depoimentos do casal eram controversos.

“Muitas controvérsias. Percebemos que tinha uma narrativa, uma versão criada, uma versão que, pela nossa experiência, seria uma versão que eles teriam já construído, criado essa narrativa e, consequentemente, trouxeram para a delegacia”, disse o investigador.

Um vídeo, divulgado pela Polícia Civil, mostra o casal andando em uma rua da cidade por volta das 16h de segunda. As imagens foram feitas após a mãe e o padrasto terem matado a criança e levarem o corpo dela dentro da mala até uma área de mata. Na volta, deixaram o objeto na calçada.

Durante a investigação a polícia ouviu 12 testemunhas e encontrou vestígios de sangue na casa do casal. Os investigadores também conseguiram imagens de câmera que mostraram mãe e madrasto abandonando a mala usada para transportar o corpo da menina.

 

*G1

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights