Connect with us

Published

on

Maceió é a capital com a menor taxa de desemprego de todo o Nordeste, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua Trimestral, divulgada na sexta-feira passada (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No último trimestre do ano passado, a capital alagoana reduziu a taxa de desocupação de 9,1% para 8,4%. O desempenho de Maceió supera o do Nordeste, onde o desemprego atinge 10,4% da população.

O setor de serviços, puxado pela explosão do turismo, é o grande responsável pela oferta de trabalho na cidade. O segmento, que engloba atividades como restaurantes, hotéis, lojas, salões de beleza e eventos, teve uma alta de 8,47% no período.

“O turismo é a nossa indústria riqueza, que gera empregos e distribui renda. Cada real deixado na cidade se espalha por uma grande cadeia econômica, que beneficia mercadinhos, padarias, oficinas e todo o pequeno comércio, em todos os bairros de Maceió”, detalhou o prefeito JHC.

Quanto mais visitantes a cidade recebe, mais consegue arrecadar e transformar esses recursos em investimentos, que beneficiam não apenas a parte baixa, mas também a parte alta, com a prestação de serviços em saúde, infraestrutura, iluminação e educação, por exemplo. “Os gestores do passado disseram que a mineração era a riqueza de Maceió e ela provocou uma verdadeira tragédia. Nossa fonte de recursos, de trabalho, está no turismo”, disse JHC.

Na atual alta estação Maceió foi o destino mais procurado do Brasil em grandes plataformas de viagem, como Azul e Decolar.com, desbancando inclusive cidades consolidadas como Rio de Janeiro e Salvador.

A expectativa é que Maceió encerre o mês de março com um saldo de mais de 1,5 milhão de visitantes, movimentando mais de R$ 3 bilhões de reais na economia local.

 

*informação da assessoria

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights