Connect with us

Published

on

Lean Antônio Ferreira de Araújo foi eleito, nesta sexta-feira (2), o novo procurador-geral de Justiça de Alagoas para o biênio 2024-2026. Ele recebeu dos membros do Ministério Público do Estado 143 votos, por unanimidade. A candidatura do novo chefe do órgão ministerial é resultado da construção coletiva encabeçada pelo atual PGJ Márcio Roberto Tenório de Albuquerque, que agora deve ser indicado a uma cadeira ao Tribunal de Justiça de Alagoas.

Araújo já chefiou o MPE nos biênios 1998/2002 e permaneceu no cargo interinamente no segundo semestre de 2002. Agora, ele será submetido à aprovação do governador de Alagoas, Paulo Dantas, para oficializar a eleição.

A condução dos trabalhos que levaram as eleições aconteceu de forma equilibrada, serena, resultando numa eleição por aclamação. Segundo Lean, ser eleito por unanimidade é uma consequência de diálogos junto a atual estrutura de organização do MPE.

“A candidatura única foi resultado do amplo diálogo com as gerações que integram a atual estrutura organizacional do MPAL e da adesão do procurador-geral de Justiça, Márcio Roberto Tenório de Albuquerque, atual PGJ. Esta unidade proporcionará a implantação de ações dirigidas ao aprimoramento da atuação do MP, sempre ouvindo o Colégio de Procuradores e os membros da instituição”, afirmou Lean Araújo.

Para o procurador-geral de Justiça, Márcio Roberto, “o Ministério Público está vivenciando um momento muito importante, onde todas as forças políticas convergiram para um projeto único, que é a candidatura do Dr. Lean Araújo a procurador-geral de Justiça. Isso demonstra para toda sociedade e para as demais instituições que o Ministério Público é forte, coeso e está aqui para prestar serviço de excelência à sociedade.”.

Lean Araújo irá ocupar chefia do MPE, no lugar do atual procurador-geral de Justiça, Márcio Roberto Tenório de Albuquerque. – Foto: Anderson Macena

Lean Araújo

Lean Antônio Ferreira de Araújo ingressou no Ministério Público de Alagoas em 26 de agosto de 1988, como Promotor de Justiça de 1ª entrância, com atribuições de Substituto, após classificação em 42º lugar no concurso de 1985.

Ao longo de sua carreira, foi designado para atuar em diversas promotorias de Justiça, cobrindo diferentes entrâncias e municípios. Além disso, exerceu funções em juízos eleitorais, participou de comissões e desempenhou papel em procedimentos administrativos.

Entre suas atribuições, destacam-se as atuações como corregedor-geral do MP, procurador de Justiça Eleitoral, e membro de comissões para elaboração de projetos de lei.

Ocupou ainda o cargo de Corregedor-Geral do MP por dois biênios (2003/2004 e 2006/2006), de subprocurador-geral administrativo-institucional a partir de janeiro de 2023.

*Gazetaweb

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights