Connect with us

Published

on

O motorista suspeito de atropelar a ciclista Carla Geovanna Alves da Silva, de 21 anos, em um trecho da BR-316, no município de Pilar, em Alagoas, é desabilitado e estava em posse de uma arma de fogo.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi atropelada por volta das 8h, quando foi atingida por um carro Ford/Fiesta. Após o acidente, o homem fugiu ao entrar em uma estrada de cana na área.

“Com informações precisas, policiais do 2º Batalhão de Polícia Militar, com apoio da Guarda Municipal da cidade de Pilar e da Força Tarefa, iniciaram as buscas. Na estrada de canavial indicada, o veículo foi localizado. Ao receber ordens para parar, o condutor recusou-se e continuou em fuga, colidindo e estourando um dos pneus”, relatou a PC.

Na abordagem, as guarnições constaram que o motorista estava armado com uma pistola marca Taurus – Cal.9 mm e municiada -, que estava presa na cintura. Também foram apreendidas uma espingarda Cal.12, comprimidos de Rupinol, Potenay e outros medicamentos, rádio comunicador, soco inglês, faca e diversas munições.

À polícia, o homem afirmou que não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH), alegou ser Segurança Particular e confessou que atropelou a ciclista. “Ele justificou sua fuga como uma tentativa de evitar agressões por parte de populares. Um teste de bafômetro também foi realizado, com resultado negativo”, afirmou a PC.

O condutor foi encaminhado para o 23º DP, onde foi realizada a prisão em flagrante, sendo indiciado pelos crimes de homicídio culposo na direção de veículo e por deixar de prestar socorro à vítima, bem como porte e posse ilegal de arma de fogo, acessório ou munição de uso permitido. O caso está sendo investigado.

*com informações da assessoria.

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights