Connect with us

Published

on

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realizou, nessa terça-feira (30), uma importante ação do Janeiro Roxo, mês dedicado ao combate à hanseníase. Chamada de Dia H, a atividade teve como sede a Unidade de Referência em Saúde (URS) Roland Simon, situada na Rua Cabo Reis, no bairro Vergel do Lago.

Durante todo o dia, das 8h às 19h, uma equipe de saúde especializada disponibilizou o atendimento necessário a quem esteve no local, tanto para os casos identificados previamente nas unidades de saúde quanto para aqueles que buscaram o serviço por suspeitar de sinais e sintomas da doença.

O objetivo da iniciativa foi realizar diagnósticos precoces, oferecer tratamento adequado e promover a conscientização sobre a doença na comunidade. A técnica do Programa de Controle da Hanseníase de Maceió, Andrea Silva, falou sobre a importância da ação e os resultados alcançados.

“Consideramos que a ação do Dia H foi bem-sucedida, pois conseguimos atender um total de 42 pessoas, com três diagnósticos confirmados de hanseníase. Registramos uma maior demanda à tarde, possivelmente devido à cobertura da imprensa, que gerou o impacto positivo de conscientização da população e despertou o interesse da comunidade. Acreditamos que os objetivos, especialmente em termos educativos, foram atingidos”, explicou a técnica.

O Programa reforça que esses números refletem a importância de iniciativas como o Dia H, que possibilitam o acesso rápido a diagnósticos e tratamentos, contribuindo significativamente para o controle e a redução da incidência dessa doença.

A hanseníase, apesar de ser uma doença que tem cura, ainda representa um desafio à saúde pública. A falta de informação e o estigma social em torno da doença podem dificultar a busca por tratamento, prolongando o sofrimento dos pacientes e aumentando o risco de incapacidades físicas.

De acordo com Andrea Silva, diante do impacto positivo da ação do Dia H e da necessidade contínua de combater a hanseníase, a mobilização da população e a realização de iniciativas como esta se mostram fundamentais. Para ela, é essencial promover a conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce, desmistificar preconceitos e assegurar o acesso ao tratamento. “A persistência desses esforços da SMS contribuem para reduzir a incidência da doença, aliviar o sofrimento dos pacientes e construir uma comunidade mais saudável e informada”.

 

*com informação assessoria

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights