Connect with us

Published

on

A Polícia Civil (PC) instaurou inquérito para investigar uma tentativa de sequestro e cárcere privado contra uma jovem, de 22 anos, ocorrida na noite do sábado (27), no bairro Chã do Pilar. A vítima foi colocada à força no carro, mas conseguiu se livrar dos agressores ao pular do veículo em movimento.

Segundo ela, por volta das 22h20, no bairro Chã do Pilar, após descer de um ônibus, dirigia-se à sua casa quando, já na rua onde mora, foi abordada por um homem que dirigia uma caminhonete, modelo Saveiro, de cor branca e de duas portas, que lhe apontou uma arma, supostamente um revólver, cor preta.

A jovem conta que chegou a correr e o homem mandou que parasse, ameaçando atirar nela.

Ela foi alcançada pelo agressor, que a dominou, segurando-a com força, e a jogou para dentro do carro, no banco do passageiro.

O motorista da caminhonete, nesse momento, tentou sair da rua, fazendo uma manobra de “cavalo de pau”.

Ainda pelo relato da vítima, sua residência estava bem próxima e os seus pais estavam na frente da casa.

Ao ver seus pais, ela disse que criou coragem, conseguiu abrir a porta do veículo e pulou para fora, sofrendo alguns ferimentos, enquanto seu agressor fugia em alta velocidade.

Os pais da jovem pediram por socorro, sendo ela levada para o hospital da cidade e, depois, medicada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro do Jaraguá, em Maceió.

A vítima relatou ainda que o sequestrador era jovem, de uns 25 a 27 anos, magro, alto, moreno escuro, olhos pretos, estava com uma camisa preta na cabeça para cobrir o rosto e usava calça jeans e sapatos. Ela disse que ele ficou sem camisa e não visualizou tatuagens.

Além disso, lembrou que a Saveiro tinha fumê nos vidros e calotas prateadas, a placa era cinza e letras e números pretos.

Na terça-feira (23), uma jovem, de 19 anos, foi vítima de um sequestro seguida de tentativa de estupro, no município do Pilar. Um inquérito também foi instaurado para apurar o fato, e a delegacia da cidade investiga se existe relação entre os dois crimes.

O agente Emerson Pereira solicita a quem tiver quaisquer informações sobre os acusados, ligue para o disque denúncia (181), e o sigilo será garantido.

*Com assessoria

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights