Connect with us

Published

on

A mulher identificada como Taiane Lopes, filha do empresário que atropelou e matou Cibely Barboza Soares, de 31 anos, e deixou o marido dela, Gheymison do Nascimento Porto, em estado grave, divulgou um vídeo nas redes sociais para esclarecer que não houve omissão de socorro após o atropelamento, segundo a versão dela. O caso aconteceu no sábado, 14, em um trecho da rodovia AL-220, em Arapiraca, quando o casal de policiais militares fazia ciclismo e foi atropelado.

“Meu nome é Taiane, sou filha de Edson Lopes, vim aqui me solidarizar com a família das vítimas, em especial com a família da Cibely. Gostaria também de dizer que estamos em constante orações, pedindo a Deus a todo momento que dê forças a vocês, nós não conseguimos mensurar o tamanho da dor que vocês estão sentido”, iniciou ela.

Tayane afirmou que é enfermeira, trabalha no hospital de emergência há mais de 10 anos e que esteve junto às vítimas desde o início do atropelamento.

“Eu preciso vir aqui dizer que tem algumas coisas, que estão passando nas redes sociais, que são mentiras sobre a omissão de socorro. Foi prestado socorro, sim. Na hora que ocorreu o acidente, meu pai estava totalmente desnorteado. Eu estava com ele. Almoçamos juntos, passamos a tarde juntos em família. Na volta para casa foi quando ocorreu essa fatalidade. E eu pude ajudar ativamente no socorro às vítimas. Do início, no local, até o hospital”.

tnh1

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights