Connect with us

Published

on

O Procon Maceió e a Comissão de Direito do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas (OAB/AL), realizaram, nos dias 4 e 5 de outubro, uma ação conjunta de fiscalização e pesquisa de preços da vacina contra a meningite B, nas clínicas de vacinação da rede privada de Maceió. O imunizante não está disponível no SUS. A variação dos preços nas nove clínicas fiscalizadas na capital chegou a 22,54%. Confira aqui.

Fiscalização conjunta Procon Maceió e OAB/AL percorreu nove clínicas de vacinação da capital. Foto: Divulgação
Fiscalização conjunta Procon Maceió e OAB/AL percorreu nove clínicas de vacinação da capital. Foto: Divulgação

Os nove estabelecimentos foram notificados pelo Procon a apresentarem as notas fiscais de compra do imunizante junto aos distribuidores e de venda aos consumidores, para averiguar se há incidência de preços abusivos – sobretudo, pelo fato de a cidade estar atravessando um surto da doença e, consequentemente, a procura pelo imunizante que não é oferecido pela rede pública de Saúde ter aumentado.

Para o Procon, é importante que o consumidor fique atento e crie o hábito de pesquisar os preços antes de realizar qualquer tipo de compra. No caso das vacinas, o Procon ainda alerta para o fato de que a rede pública disponibiliza, gratuitamente, muitos imunizantes também oferecidos nas clínicas privadas e que, para economizar, é recomendável que o consumidor só adquira na rede particular as vacinas que não são oferecidas pelo SUS.

Na rede pública de Maceió estão disponíveis os imunizantes contra a meningite meningocócica do tipo C, meningocócica conjugada C, meningocócica conjugada A, C, W e Y, BCG, Pentavalente e a Pneumocócica 10.

A parceria entre o Procon Maceió e a OAB/AL visa fortalecer o direito dos consumidores e também contribuir para uma melhor prestação dos serviços, com o aprimoramento do atendimento ao consumidor e a clareza nas informações acerca das especificações e preços nos estabelecimentos de saúde.

Em caso de dúvidas, sugestões, reclamações ou denúncias sobre este ou outras situações de consumo, o cidadão pode acionar o Procon Maceió, através do WhatsApp 98882-8326 ou ligando para o 0800 082 4567.

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights