Connect with us

Published

on

A cada quatro anos, em uma data unificada em todo o Brasil, a população elege os profissionais que irão trabalhar como conselheiros tutelares nos municípios. Os eleitos ficam responsáveis por defender os direitos das crianças e dos adolescentes, por isso é importante que todos conheçam os candidatos e votem no próximo domingo, dia 1º de outubro.

O pleito ocorre das 8h às 17h (horário de Brasília), nos locais indicados abaixo. Para votar, a pessoa precisa apenas estar com o título de eleitor regularizado, e cada cidadão ou cidadã vota no candidato da região administrativa onde mora. É necessário levar o título e um documento com foto.

Confira a lista dos locais de votação

Veja em quem você poderá votar

Os 132 candidatos para atuar nos bairros de Maceió passaram por um processo de habilitação realizado pela Comissão Especial Eleitoral do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), que incluiu curso de qualificação, provas e checagem de documentos.

Além desses quesitos, é importante que a comunidade escolha o candidato que mais se adequa aos seus ideais de proteção da criança e do adolescente. E é importante destacar que o conselheiro tutelar tem uma lista de atribuições definida pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, portanto ele não pode fazer promessas de que irá realizar ações fora desse limite legal.

Em Maceió, existem 50 vagas para atuar nas 10 regiões administrativas, e cada região tem cinco conselheiros tutelares. “Cada cidadão tem o direito e, de certa forma, o dever de escolher, pensando no bem estar da criança. Cada um fazendo a sua parte, vai ser bom para todos, e principalmente para as crianças que precisam desse trabalho”, destaca a presidente do CMDCA, Andrea Queiroz.

Nas eleições, serão utilizadas 155 urnas em 45 escolas. Uma equipe de servidores da Prefeitura de Maceió vai acompanhar todo o processo e dar suporte aos candidatos e eleitores para que as eleições ocorram com tranquilidade e transparência. “Que a população chegue, vote, escolha, e assim o Conselho possa ser fortalecido e melhorado em tudo aquilo que está ao nosso alcance”, reforçou Andrea.

O cidadão que identificar irregularidades no dia da votação pode fazer uma denúncia ao Ministério Público do Estado. Os candidatos não podem, por exemplo, oferecer algo em troca do voto ou serão penalizados pela infração administrativa e podem perder o cargo. O transporte de eleitores também é vedado no dia de eleição e é proibida a propaganda eleitoral.

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights