Connect with us

Published

on

Por meio da Coordenação Técnica de Atenção à Saúde da Mulher e Rede Cegonha,  a Secretaria Municipal de Saúde de Maceió (SMS), vem promovendo um mutirão de citologias e mamografias, em frente à Unidade de Teleatendimento do Caetés, no Benedito Bentes. A ação de promoção e prevenção à saúde acontece dentro da Carreta do Amor, e teve início na última segunda-feira (25).  A realização dos exames voltados ao público feminino permanece até sexta-feira (29).

A ação acontece em parceria com o Hospital do Amor de Arapiraca e pretende promover a saúde da mulher, a fim de obter diagnóstico precoce na luta contra o câncer de mama e do colo do útero, e mobilizar a população sobre a importância da realização dos exames anuais, além de conscientizar todas as mulheres.

A ginecologista e obstetra da SMS, Edja Sá, esteve no local da prestação de serviços e ressaltou a importância da ação preventiva para a população.

“Com o diagnóstico precoce, conseguimos salvar vidas, facilita o tratamento e as chances de cura aumentam. Nossa medicina deveria ser sempre preventiva. Essa ação, que antecede a campanha do Outubro Rosa, proporciona  uma facilidade para as mulheres se cuidarem, e como prevenção e promoção à saúde, dispõe da possibilidade de proporcionar saúde pública ao máximo número de mulheres que necessitam de atenção e cuidado”,  enfatiza.

A equipe que atua no local  realiza a coleta de citologia por meio líquido, pois é mais assertivo no diagnóstico. Os resultados serão liberados em 30 à 40 dias na unidade de atendimento do Caetés. Após o diagnóstico, caso necessário as moradoras  irão receber todo o suporte com os devidos encaminhamentos para tratamento.

Usuárias dos serviços

Maria do Socorro Silva, de 59 anos de idade, reside no  Parque dos Caetés, é vendedora ambulante e esteve no local para realização de citologia e mamografia. Segundo a moradora, fazia um bom tempo que estava precisando de atendimento para atualizar sua situação ginecológica.

“Estava vendendo lanche, sopa e café, e fiquei sabendo que estavam fazendo atendimento ginecológicos, resolvi comparecer. Fui muito bem atendida, super rápido e atualizei meus exames. Fazia um tempo que eu estava precisando, só tenho que agradecer”, destaca a usuária.

Já Heloísa Naposeito, de 47 anos, reside a pouco tempo na capital, obteve a informação sobre o mutirão e decidiu se consultar.

“Eu quase não realizei o exame, pois tenho prótese mamária e um médico me falou que não poderia realizar mamografia, achei estranho, mas soube da mutirão na Carreta do Amor e me informei. Dessa forma percebemos como é importante à informação e essa ações de prevenção, de cuidado com à saúde da mulher, que por ventura, durante um período não pode ir à consultas e realizar exames. Perto de casa e pude ter acesso à saúde”, informa.

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights