Connect with us

Published

on

Na quinta-feira (1º) foi realizada a posse dos novos diretores e vice-diretores das escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) de Maceió. A solenidade aconteceu no auditório da Uninassau, no bairro do Farol. No evento, o prefeito JHC e a da secretária de Educação, Jó Pereira, ouviram os empossados falarem de suas suas expectativas para o mandato 2023-2026 e dos próximos passos da nova gestão nas unidades de ensino do município.

Com 97% dos votos válidos, a professora Maria Valquíria Rosendo Oliveira foi eleita, pela primeira vez, diretora do CMEI Heloísa Marinho de Gusmão Medeiros, localizado no Benedito Bentes II. Junto à empossada, foi também eleita, como vice-diretora, a professora Ane Rose Pimentel.

Para Maria Valquíria, que está há 21 anos na rede, será um grande desafio administrar uma unidade escolar, mas ela pretende se dedicar ao máximo para suprir as necessidades da comunidade.

“Receber a notícia de que fui eleita foi uma alegria muito grande, foi uma conquista que a gente teve, e a gente se sente com um compromisso maior ainda com a comunidade escolar de fazer uma gestão cada vez melhor, voltada para as nossas crianças, que são nossa prioridade. A expectativa é a melhor possível, com uma dedicação ainda maior, porque a gente trabalha com uma comunidade carente. Então, sabemos que podemos fazer ainda mais por eles”, destacou a nova gestora.

A servidora Lucrécia Márcia Falcão, que encerrou seu mandato este ano na Escola Arnon de Melo, no Jacintinho, contou que foi uma satisfação representar uma instituição e promover uma educação de qualidade.

“Eu realmente tive uma boa relação com alunos, pais, mestres e funcionários da escola, tudo na vida é uma passagem e a gente está aqui vivendo ciclos, temos que promover conexões e não parar nunca, porque a gente tem que estar sempre disponível para o novo. Acredito que conquistei muitas amizades, e a vida é de amizades e fazer o melhor pela educação, porque se não tivermos empatia e conquista, a gente nada consegue”, disse Márcia Falcão.

O bom trabalho tem que continuar

Outros gestores da rede conseguiram a maioria dos votos e se reelegeram. É o caso de Maria do Rosário Almeida Celestino de Castro, vice-diretora da Escola Claudinete Batista, localizada no Trapiche, e Regileno Luiz de Souza, diretor da Escola Luiza Suruagy, no Ouro Preto.

Maria do Rosário contou que foi reeleita com 98,8% dos votos válidos, juntamente com a diretora Maria Rosânea Pereira. Para Rosário, ter esse resultado foi a prova de que o trabalho está sendo devidamente feito.

“A felicidade é imensa porque a gente cria um vínculo muito forte com a comunidade. Conseguimos muita coisa para a escola, principalmente na parte da infraestrutura, e a nova gestão da Educação vem também nos dando bastante suporte. Espero que nesses próximos três anos a gente possa suprir as necessidades da comunidade”, comemorou.

“A ideia é fazer com que essa relação melhore com a comunidade, pais, estudantes e funcionários. Almejamos um ensino que seja transformador, que seja libertador e crítico. Acho que se a gente fizer uma gestão com amor, a gente consegue tudo isso, consegue libertar e transformar. Que a gente possa fazer os alunos tomarem gosto pela leitura, pela educação, pela qualificação profissional”, disse o diretor Regileno de Souza, que foi reeleito junto com a vice-diretora Isabel Rejane Albuquerque Lins.

Implantação da gestão democrática

Além do prefeito e da secretária, estiveram presentes os 196 novos gestores de 98 unidades escolares, autoridades municipais e coordenadores da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A mesa de honra foi composta por JHC, Jó Pereira, a secretária-adjunta da Semed, Noêmia Barroso, o presidente do Conselho Municipal de Educação, Juliano de Brito, o presidente da comissão eleitoral, Antônio de Barros, o presidente do Conselho Municipal de Alimentação Escolar, Allan Almeida, e os representantes dos diretores que encerraram seus mandatos e os que estão iniciando, Márcia Falcão e Tânia Frazão.

Foi citada, na maioria das falas dos presentes, a questão da implantação da gestão democrática. Este ano, essa implantação completa 30 anos, fortalecendo, cada vez mais, o diálogo e a participação civil dentro das unidades escolares. Os representantes foram eleitos por meio de voto direto e manual. Pais dos estudantes, alunos da Educação de Jovens Adultos e Idosos (EJAI), professores e servidores efetivos das unidades, puderam votar.

“Esperamos que esses gestores façam nesses três anos ações que tragam melhorias para as respectivas escolas, como também para o município. Este ano completamos 30 anos da democracia aqui no município e agora estamos empossando diretores sob essa perspectiva”, enfatizou Antônio de Barros.

Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

Verified by MonsterInsights